Mostrando postagens com marcador Conta Investimento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Conta Investimento. Mostrar todas as postagens

sábado, 28 de agosto de 2010

O que é uma Conta Poupança?


Segundo informações do Banco Central a poupança deve atingir a marca recorde de R$350 milhões agora no mês de agosto (2010), mas afinal como que esse serviço bancário tão popular funciona?

A Conta Poupança é um investimento de baixo risco, e como todo investimento de baixo risco, trás um baixo retorno também, mas porque tantos brasileiros investem nela então? Primeiro porque, como já disse antes, é o investimento mais comumente conhecido no país, podemos dizer também que por ter uma rentabilidade mínima de 0,5% a.m. (ao mês) o que equivale a 6,17% a.a. (ao ano) mais o valor da TR (Taxa Referencial - que é baseada na taxa SELIC e na média das taxas de CDB pré-fixado de 30 dias), trazem ao poupador a garantia que seu dinheiro não “renderá negativamente”, como acontece com fundos multi mercado e de ações por exemplo. A poupança sempre irá render no mínimo 0,5% a.m. caso a TR fique negativa, seu valor deve ser considerado zero.

Outro fator que pesa a favor da caderneta de poupança é o fato de não haver cobrança de IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) e IR (imposto de renda) para pessoas físicas e pessoas jurídicas sem fins lucrativos, para pessoas jurídicas com fins lucrativos o IOF também é isento, mas existe a cobrança de alíquota de 20% de IR. É a isenção desses impostos mais o rendimento fixo que atraem os investidores quando a uma redução na taxa SELIC. Lembrando que os valores aplicados até R$60.000,00 em conta poupança são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), sendo que essa garantia é por CPF, e não por conta.

Outra informação importante sobre a caderneta de poupança é que parte de seus depósitos, 65%, devem ser utilizados para financiamentos do SFH (Sistema Financeiro da Habitação).

Os rendimentos da poupança são creditados após 30 dias do depósito, por exemplo, um depósito realizado em 01/08 terá seus rendimentos creditados em 01/09, sendo que pra cada deposito realizado em dias diferentes será criada uma data base diferente, por exemplo, se houver um deposito na conta do exemplo anterior no dia 02/09 a conta passará a ter dois dias bases 01 e 02 – os depósitos realizados nos dias 29, 30 e 31 são contados como se tivessem sido feitos no primeiro dia do mês posterior.

Como os rendimentos da poupança são calculados mensalmente eles são calculados pelo menor saldo do período, tomando como exemplo um saldo de R$100,00 no inicio do mês e um saque de R$70,00 antes do dia 14, o valor do rendimento será calculado sobre os R$30,00 restantes. O rendimento da poupança é igual independente do banco em que ela esteja aberta, por isso se seu banco tiver um sistema de subconta que identifique em qual foi creditado o rendimento há menos tempo e realiza o resgate nela você ganhará um pouco mais; caso o aniversario da poupança caia em finais de semana ou feriados procure sacar após essas datas para não perder o rendimento.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O que é uma Conta Investimento?

A Conta Investimento (CI) foi criada em 1º Outubro de 2004 e revogada pelo BACEN em 4 de maio de 2010, funcionava como uma conta de depósito que permitia ao investidor, seja ele pessoa física ou jurídica, migrar de um investimento para outro. O grande apelo da CI, quando da sua criação, era a possibilidade de migrar recursos entre investimentos sem a cobrança da antiga CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação ou Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira), que seria cobrada apenas no débito que ocorresse em valores que não estavam anteriormente aplicados, foi pela cobrança desse imposto não ter continuado que o Banco Central decidiu pelo fim da CI.

Como normalmente ela era vinculada a Conta Corrente os recursos podiam vir dessa conta, assim como podiam vir de depósito em cheque do próprio titular, por DOC e TED – de mesma titularidade. Não existe cobrança de tarifa nesse tipo de conta – as tarifas de transferência de recursos para a CI são cobradas na CC de origem do crédito, caso o tipo de transferência de recurso utilizado seja tarifado pelo banco -, também não são cobrados IR (Imposto de Renda) ou IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), já que ela não tem remuneração, os impostos serão cobrados apenas nos investimentos realizados.

A partir de 1º de Outubro de 2006 os investimentos em fundos de renda fixa ou variável só poderiam ser realizados se fosse efetuado antes o débito na Conta Investimento, os resgates também passam pela CI antes de entrarem na Conta Corrente.

As Contas Investimento apenas poderiam ter até dois titulares, sendo que era vedada a participação de um titular pessoa física e outro pessoa jurídica; apenas investidores estrangeiros, sociedades corretoras e fundos e clubes de investimento eram desobrigados de possuir a CI.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons